Início / Notícias / Publicidade / Como assim sua empresa ainda não está na internet?




Como assim sua empresa ainda não está na internet?


Atualmente somos mais de 100 milhões de brasileiros conectados em redes sociais diariamente, minuto por minuto, segundo por segundo, 24 horas por dia. As redes sociais – pelo bem e pelo mal – tornaram-se os maiores pontos de encontro do mundo, onde tudo acontece, desde festas a vendas dos mais diversos tipos.



Pense que nas redes sociais, sobretudo no Facebook, existe todo tipo de gente. Sei que você deve achar que seu negócio não se encaixa nas mídias digitais, mas está muito enganado. QUALQUER NEGÓCIO SE ENCAIXA NO MEIO VIRTUAL. 


Imagine que seu negócio pode funcionar como uma vitrine que expõe seus produtos constantemente de várias formas possíveis, podendo interagir com todos do seu nicho e até mesmo criar novos perfis de consumidores. A diferença é que esta forma de exibição dos seus produtos não ultrapassa os limites da privacidade, não causam poluição nem constrangimento, como um flyer que você joga no chão ou coloca no para-brisas de um carro, muitas vezes, deixando o proprietário com raiva.


“Mas meu negócio é pequeno, não vale a pena!”


Ah, mas vale muito! Seu negócio pode ser pequeno hoje, e isso, ao contrário do que pensa, é um motivo ainda mais forte para investir nas redes sociais. Com um potencial de alcance muito grande, de forma calculada e mensurável, você pode fazer seu negócio expandir a muito mais pessoas que já atinge, crescendo bastante e convertendo-se em receita. Um negócio que é pequeno hoje pode tornar-se gigante amanhã graças ao marketing digital nas redes sociais. 



“Mas minha cidade é pequena demais, não vale a pena!”


Por menor que seja sua cidade, você consegue atingir sumariamente quem você quer. E é aí que tá a graça! Com as redes sociais você consegue direcionar suas ações em um local específico, como uma cidade ou várias delas. Mesmo que esteja em uma cidade pequena, certamente há várias outras cidades ao seu redor, e todas elas poderão ser atingidas por suas ações, desde que saiba calcular bem o RAIO DE ALCANCE. 


E por falar em RAIO DE ALCANCE, o Facebook te dá um gráfico de pessoas em campo fantástico, capaz de fazer você entender até onde seu anúncio será veiculado. Isso te permite dosar os locais e evitar desperdícios com pessoas que não têm viabilidade para consumir seu produto ou serviço.


Imagine uma praia, com o sol rachando, várias pessoas ali para curtir aquele verão. Então, passa alguém vendendo água de côco gelada com um carrinho. Certamente ele fará muitas vendas pela ocasião em que se encontra. Nas redes sociais não é diferente. Seu produto circulará no meio de pessoas que possuem potencial de compra via algaritmo e terá uma enorme chance de vender. Você só tem que montar seu ambiante (como a praia) e certificar-se que o público-alvo será atingido. A diferença é que você não precisa empurrar nenhum carrinho num dia de sol quente, nem andar pesado na areia. Você consegue fazer tudo de forma automatizada, com relativo baixo custo e com possibilidade de melhorar em cada ação.


MAS CUIIDADO!

Antes de contratar alguém, ou se arriscar fazendo você mesmo, entenda os riscos que isso pode trazer para você. É preciso analisar bem a situação e, principalmente, os profissionais que contrata para realizar o trabalho de social media para você. Muitos deles baseiam-se somente no design gráfico como expertise para administração de mídias sociais, mas há muito mais coisas em jogo, como a capacidade de avaliar situações e buscar ideias e conteúdos para um objetivo concreto. Afinal, trabalhar sem metas numéricas não pode.


Se sua empresa não está no meio digital, não perca tempo! Coloque-a hoje mesmo e entre em um mundo que te dará infinitas possibilidades de sucesso.




Sucesso a todos!





2017 © Direitos reservados